Check ups

CUIDADOS MÉDICOS POR FAIXA ETÁRIA

Teste do pezinho (triagem neonatal): é feito 48 horas depois do nascimento.

O exame tem o objetivo de detectar doenças genéticas que podem se manifestar na criança no futuro

Audiometria (triagem auditiva): o exame, feito por um fonoaudiólogo, avalia a audição da criança recém-nascida. Ele é importante para conferir como ela escuta as diferentes frequências dos sons e com qual intensidade.

Hemograma e colesterol: o exame de dosagem de colesterol pode ser realizado a partir do primeiro ano de vida em crianças que têm antecedentes familiares. Nessa idade, pode ser realizado também um hemograma para verificar anemia.

DSTs (doenças sexualmente transmissíveis): exames que indicam a presença de vírus da herpes, Aids, HPV e sífilis. É indicado para adolescentes que iniciaram a atividade sexual. Deve ser realizado somente com pedido médico do pediatra, que vai analisar o comportamento de risco do jovem (frequência das relações sexuais, número de parceiros e uso de preservativos).

Hemograma: exame de sangue para detectar anemia.

Glicemia: detecta a presença de diabetes.

Urina tipo 1: detecta infecções urinárias e doenças renais ocultas.

VDRL: para detectar a presença de sífilis (doença sexualmente transmissível que, se não tratada, pode ocasinar problemas para a saúde ao bebê).

Tipo sanguíneo: detecta o tipo de sangue da futura mãe. Em caso de RH negativo, é necessário acompanhamento médico diferenciado.

HIV: detecta a presença do vírus da Aids. Caso seja constatado, o tratamento é direcionado para não passar a doença para o bebê.

Sorológicos: exames para detectar rubéola, toxoplasmose e hepatites B e C.

Papanicolau: também conhecido como preventivo ginecológico ou citologia oncótica do colo uterino, verifica infecções e alterações nas células do colo do útero (parte mais baixa do útero, que o liga à vagina), além de infecções por fungos, herpes e verrugas no órgão genital feminino. O exame deve ser feito anualmente um ano depois do início da atividade sexual. Seu objetivo é prevenir o aparecimento do câncer no colo do útero.

Ultrassom transvaginal: pela introdução de um pequeno bastão em forma de tubo na vagina, é possível detectar doenças ginecológicas como cistos no ovário, miomas e tumores, além de prevenir ou detectar câncer de endométrio e ovário. O exame deve ser realizado anualmente a partir dos 40 anos, ou antes, dependendo de fatores de risco como infecções ou vida sexual promíscua.

Mamografia: o exame de avaliação das mamas é feito por raio-X. O primeiro deve ser feito entre 35 e 40 anos. Após os 40, uma vez por ano. O objetivo da análise é prevenir ou detectar o câncer de mama. Detalhe: homens e mulheres podem desenvolver o câncer.

Densitometria óssea: o exame mede a densidade dos ossos e a possível perda de massa óssea, além de prevenir ou detectar a osteoporose (perda anormal da massa óssea). Em mulheres, o exame deve ser feito anualmente após a menopausa, e nos homens, a partir dos 60 anos.

Exames de sangue

Têm a função de verificar se os compostos e nutrientes que formam o sangue estão regulares. Como existem centenas deles no organismo, nem sempre o médico precisa de tanta informação para saber sobre sua saúde.

Por isso, o clínico geral listou abaixo apenas os exames de sangue de rotina que são recomendados para homens e mulheres a partir dos 30 anos. Pessoas com infecções, baixa imunidade ou histórico familiar de doenças podem fazê-los quando mais jovens, desde que apresentem o pedido médico.

Verificação de sódio, potássio, cálcio ionizado, magnésio e fósforo: esses exames analisam os índices de cada nutriente no sangue. Valores muito altos ou muito baixos podem indicar risco de doenças ou até a morte, em casos extremos. O exame pode ser feito anualmente a partir dos 30 anos.

Ureia e creatinina: o exame avalia a função dos rins e detecta possíveis alterações, como insuficiência renal. Pode ser feito anualmente a partir dos 30 anos.

Urina Tipo 1 (EAS): o exame detecta infecções urinárias e doenças renais ocultas. Pode ser feito anualmente a partir dos 30 anos.

TGO (Transaminase Glutâmico Oxalacética) e TGP (Transaminase Glutâmico Pirúvica): ambos os exames detectam disfunções no fígado. Valores elevados indicam lesões nas células hepáticas e algum tipo de hepatite. Pode ser feito anualmente a partir dos 30 anos.

Ácido úrico: o ácido é o responsável pela metabolização de algumas proteínas pelo organismo. Níveis alterados podem detectar cálculo renal, gota, hipertensão e doenças cardiovasculares. Pode ser feito anualmente a partir dos 30 anos.

Colesterol total e frações: o exame mede o nível de colesterol no sangue. Pode ser feito todo ano, a partir dos 30 anos. Mas pode ser pedido antes, dependendo de fatores de risco como obesidade ou histórico familiar.

Triglicérides:   O exame detecta os valores presentes no sangue, que podem ser normais, altos ou baixos..

Glicemia de jejum: o exame previne e detecta o diabetes (deficiência de produção ou ação da insulina que causa o aumento anormal de glicose no sangue). Deve ser feito após jejum mínimo de oito horas. É indicado para ser realizado uma vez por ano, a partir dos 30 anos.

Glicemia pós-prandial: o exame previne e detecta o diabetes

Sorologia: exames sorológicos verificam se existem anticorpos ou determinados vírus no sangue como os da hepatite B e C, HIV, toxoplasmose (infecção causada por contato com dejetos de animais, em especial gatos), mononucleose e citomegalovírus (herpes). Todos devem ser feitos anualmente após os 20 anos ou a partir do início da atividade sexual e por usuários de drogas injetáveis.

O clínico geral também prioriza os exames que têm a função de prevenir ou detectar problemas cardiovasculares e tipos de câncer em homens e mulheres. Podem ser realizados uma vez por ano por pessoas saudáveis, de acordo com a faixa etária indicada.

Proteína C Reativa (PCR): tipo especial de proteína produzida pelo fígado, que só aparece quando há infecções.

Raio X de tórax: geralmente é realizado quando o paciente apresenta tosse persistente, expectoração com sangue e dor ou lesão torácica. A análise previne ou detecta câncer de pulmão e tuberculose, fibrose pulmonar (cicatrização do pulmão que causa falta de ar) e enfisema pulmonar. É indicado fazer uma vez por ano a partir dos 40 anos. Para fumantes e não-fumantes.

Homocisteína: é um aminoácido produzido pelo organismo depois da ingestão de carnes e laticínios. Se ingerido em excesso, aumenta o risco de criação de coágulos e entupimento das artérias, provocando a formação de depósitos de gordura nas paredes dos vasos sanguíneos. O exame que detecta a quantidade de homocisteína no sangue pode prevenir o diagnóstico de doenças cardiovasculares. É indicado fazer uma vez ao ano a partir dos 30 anos.

Teste ergométrico (ou de esforço): o exame mede a capacidade cardíaca e possíveis doenças cardiovasculares, como aterosclerose e hipertensão, por meio de exercícios físicos na esteira ou na bicicleta ergométrica. É indicado fazer uma vez ao ano a partir dos 30 anos.

Endoscopia e colonoscopia: a introdução de um tubo flexível nas regiões oral (endo) e anal (colo) investiga doenças no esôfago, estômago, intestinos e ânus e previne ou detecta cânceres nessas regiões. É indicado fazer uma vez ao ano a partir dos 30 anos. Depois dos 50, é essencial para prevenir ou detectar cânceres. Ambos podem ser realizados antes em casos de suspeita de gastrite, refluxo, câncer de esôfago, de estômago e de intestinos.

Exame da próstata: são três os exames necessários para detectar o câncer de próstata (uma glândula masculina que envolve a uretra e produz o líquido prostático, que vai compor o sêmen. Do tamanho de uma azeitona, está localizada entre a bexiga e o reto): o toque retal (introdução do dedo indicador, coberto por uma luva, no ânus do paciente), a ultrassonografia transretal (introdução de aparelho com microcâmera no ânus) e o exame de sangue PSA (antígeno prostático-específico), que mede os níveis de uma substância relacionada a alterações na próstata. É recomendável fazer o primeiro exame de próstata a partir dos 40 anos. Aos 50, deve-se fazê-lo anualmente, pois o risco de câncer aumenta com a idade.

Exame de fezes (protoparasitológico de fezes): é realizado para identificar a presença de parasitas, ovos, larvas e protozoários no organismo. Também pode detectar câncer no intestino. Pode ser feito anualmente desde a infância. A partir dos 30 anos, recomenda-se fazê-lo anualmente.

Exames básicos de sangue:

Hemograma: o exame de coleta do sangue pode detectar anemia. Deve ser feito uma vez por ano a partir dos 60 anos.

Ureia e creatinina: exame para checar as funções renais e possíveis alterações, como insuficiência renal. Deve ser feito uma vez por ano, a partir dos 60 anos.

TSH (hormônio estimulante da tireoide): o exame é indicado para detectar alterações na produção de hormônios da tireoide. O TSH é um hormônio que regula a produção dos hormônios tireoidianos (T3 e T4). Quando a produção está alta, o nível de TSH diminui, e quando está baixa, aumenta, para estimular a produção dos hormônios da tireoide. O nível baixo do TSH indica hipertireoidismo. Se o nível de TSH é alto, indica hipotireoidismo. Deve ser feito uma vez por ano, a partir dos 60 anos.

Glicemia de jejum: o exame detecta o diabetes (deficiência de produção ou ação da insulina, que causa o aumento anormal de glicose no sangue). Deve ser feito a partir dos 60 anos.

Colonoscopia: o exame pode detectar precocemente o câncer nos intestinos (grosso e delgado). Deve ser feito uma vez por ano a partir dos 50 anos. Se tiver casos na família, é indicado fazer o primeiro exame aos 40 anos. O câncer no intestino grosso também pode ser detectado por um exame chamado pesquisa de sangue oculto nas fezes, já que cânceres e pólipos instalados no intestino podem sangrar em pequenas quantidades, invisíveis a olho nu. No exame, é possivel enxergá-lo nas amostras, que devem ser colhidas três vezes por ano.

Papanicolau: a partir dos 65 anos, se o exame apresentar resultado normal durante três anos seguidos, ele pode ser suspenso, desde que a mulher não tenha vida sexual promíscua. O exame tem a função de detectar câncer de colo do útero.

Mamografia: o exame de avaliação das mamas é feito por raio-X. O primeiro deve ser feito entre os 35 e 40 anos. Após os 40, uma vez por ano. O objetivo da análise é prevenir ou detectar o câncer de mama. Detalhe: homens e mulheres podem desenvolver o câncer.

Densitometria óssea: assim que completar 65 anos ou depois da menopausa, o exame deve ser realizado na mulher a cada dois anos para prevenir a osteoporose (perda anormal da massa dos ossos). O exame mede a densidade dos ossos e a possível perda de massa óssea.

Teste ergométrico (ou de esforço): o exame mede a capacidade cardíaca e verfica a existência de doenças cardiovasculares, como aterosclerose e hipertensão, por meio de exercícios físicos na esteira ou na bicicleta ergométrica. É indicado fazê-lo uma vez por ano a partir dos 30 anos. A partir dos 60, é fundamental para quem pretende começar uma atividade física.

Exame da próstata: detecta o câncer de próstata, uma glândula masculina que envolve a uretra e produz um líquido que compõe o sêmen. Do tamanho de uma azeitona, está localizada entre a bexiga e o reto. Para detectar o câncer é necessário fazer três exames complementares: o toque retal (introdução do dedo indicador coberto por uma luva no ânus do paciente), a ultrassonografia transretal (introdução de aparelho com microcâmera no ânus) e o exame de sangue PSA (antígeno prostático-específico), que mede os níveis de uma substância relacionada a alterações na próstata. É recomendável fazer o primeiro exame de próstata depois dos 40 anos. Aos 50, deve-se fazê-lo uma vez por ano, pois o risco de câncer aumenta com a idade.

Ultrassom de abdômen: exame indicado para homens fumantes, detecta aneurisma de aorta (dilatação da artéria aorta, que pode se romper). É recomendado fazer o primeiro exame a partir dos 50 anos. Não é indicado para mulheres dessa faixa etária porque, segundo o urologista, o índice de mulheres que fumam nessa idade é muito menor do que o dos homens. O paciente só deve voltar a fazer o exame se for detectado algum problema na artéria.

DIFERENCIAIS DA CLÍNICA PARA VOCÊ

  1. Ambiente climatizado
  2. Localização privilegiada de fácil acesso
  3. Horário de atendimento de segunda a sexta das 7 as 19 e sábado 7 as 13
  4. Aceitamos mais de 200 convênios
  5. Formas de pagamentos acessíveis
  6. Médicos especialistas
  7. Mais de 300 especialidades e serviços médicos oferecidos
  8. Internet wifi
  9. Atendimento humanizado e de qualidade
  10. Aparelhos de ultima geração
  11. Central de marcação via telefone e dentro de nossas unidades
  12. Atendimento com hora marcada

COMO CHEGAR NA CLINICA

Biocheckup Canela

Rua Padre Feijó, 159 – Canela

PROGRAMAS

bio cardio
O programa Biocardio foi desenvolvido para você que deseja ter um acompanhamento cardiológico completo.
Ao se cadastrar no programa você inicia um relacionamento com uma equipe direcionada a área de cardiologia.
Conheça mais do programa na nossa unidade do canela, ou ligue (71)3203-0400

bio mulher
Programa desenvolvido para as mulheres que se cuidados e que desejam ter acompanhamento médico especializado.

bio melhor idade
Programa desenvolvido para a faixa etária de pessoas acima de 60 anos. No programa biomelhor idade oferecemos todas as especialidades e acompanhamento necessário para melhor a sua saúde!