exames

Exames

Acuidade visual (AV) é uma característica do olho de reconhecer dois pontos muito próximos. Vários fatores especificam a esta acuidade, em especial, a distância entre os foto-receptores na retina e também da precisão da refração.

Ela é determinada pela menor imagem retiniana percebida pelo indivíduo. Sua medida é dada pela relação entre o tamanho do menor objeto (optotipo) visualizado e a distância entre observador e objeto. A diminuição da acuidade visual causa importante déficit (défice) funcional e considerável morbidade a seus portadores. Seu reconhecimento é importante, pois na maior parte das vezes tal deficiência pode ser corrigida com terapêutica adequada. A acuidade visual pode ser medida através de escalas optótipos.

O exame é feito quando há cegueira temporária, visão reduzida, visão diminuída, visão deficiente.

A pessoa deve ficar distante, cerca de 6 m da tabela de teste, e retirar os óculos ou lentes de contato. Os olhos são mantidos abertos, cobrindo-se um dos olhos com a palma da mão, ou um pedaço de papel enquanto a pessoa lê a menor linha de letras que ela possa ler da tabela, em voz alta. Se o paciente não estiver seguro quanto às letras, ele poderá adivinhar. O procedimento deve ser repetido com o outro olho e posteriormente usando os óculos ou as lentes de contato.

Exame feito pelo médico.

A Audiometria é um exame que avalia a audição das pessoas.

Quando detecta qualquer anormalidade auditiva permite medir o seu grau e tipo de alteração, assim como orienta as medidas preventivas ou curativas a serem tomadas, evitando assim o agravamento. Este exame só pode ser realizado por um fonoaudiólogo ou otorrinolaringologista, pois são estes os profissionais habilitados a orientar corretamente todas as etapas para a realização do procedimento.

Os principais tipos de Audiometria são a Audiometria tonal, que é considerado um teste subjetivo para avaliar o grau e o tipo de perda auditiva e a Audiometria vocal, que pesquisa a capacidade de compreensão da fala humana. Há também a SRT e Imedanciométria.

Audiometria de tronco cerebral BERA

Audiometria tonal e Vocal

São procedimentos adicionais que ajudam no esclarecimento e determinação de benignidade/malignidade de lesões. Estes exames são efetuados através da coleta do material em questão, que depois será analisado pelo médico patologista que fará o diagnóstico. As coletas de biópsia habitualmente não têm complicações.

O campo visual é um exame que tem a finalidade de medir a visão que o glaucoma “rouba”.

O paciente se senta em frente de um domo côncavo e fixa a visão em um objeto central dentro do domo. Um programa de computador provoca flashes de luzes pequenas em vários lugares na superfície do domo, e o paciente aperta um botão sempre que vir o estímulo. As respostas são comparadas com controles etários a fim de determinar a presença de defeitos no campo visual.

É um estudo topográfico da superfície anterior do olho e permite o estudo de distorções da córnea (como aquelas que existem no ceratocone e cicatrizes corneanas) e a análise da regularidade e posição do astigmatismo. É um exame fundamental para os candidatos a cirurgia refrativa e útil no planejamento das incisões na cirurgia de catarata, assim como na adaptação de lentes de contato.

 

Não necessita de dilatação de pupila, exame pode ser realizado por uma técnica

Consiste na medição da pressão intra-ocular em diferentes horários ao longo do dia. É muito importante no diagnóstico e no monitoramento do glaucoma, pois sabe-se que a pressão intra-ocular sofre oscilações nas 24 horas. Geralmente se faz de 3 a 4 medidas distribuídas entre as 8 e 18 horas.

É aconselhável que o exame não seja feito com a pupila dilatada, devida a alteração que a PIO sofre com o colírio Mydryacyl

É um exame simples e rápido, que detecta o seu grau de osteoporose.

Este exame é feito através de um aparelho que mede a massa óssea de determinados ossos de seu corpo, verificando a quantidade de perda óssea e o risco de fratura. O exame é fácil, indolor, não requer nenhum preparo especial e nem estar em jejum.

O Duplex-scan (também chamado de “Doppler”) é um exame derivado da ultra-sonografia, bastante utilizado na avaliação dos vasos sanguíneos e suas doenças. Porém ao contrário da ultra-sonografia convencional, que apenas apresenta imagens, o Duplex-scan é um exame muito mais completo.

A Biocheck Up realiza Duplex sistema arterial e venoso periféricos, aorta abdominal, ilíacas, renais, artérias carótidas e vertebrais, subclávias e outros

O Ecocardiograma, melhor chamado de Ecocardiograma bidimensional com Doppler, é uma modalidade de ecografia (exame que usa ondas sonoras para obter imagens ) que, associada ao Doppler, permite obter informações detalhadas sobre a estrutura e o funcionamento do coração.

 

A Biocheck Up realiza o Ecocardiograma bidimensional com Doppler Transtorácico, o mais comum e é feito em repouso.

É um exame médico na área de cardiologia onde é feito o registro da variação dos potenciais elétricos gerados pela atividade elétrica do coração.

O ECG é um exame muito útil para confirmar a presença de uma doença cardíaca. Caso o paciente manifeste dor no peito ou palpitações, o ECG será importante para indicar se os batimentos cardíacos estão normais

O exame é realizado por um técnico em EEG, em uma sala especialmente projetada.

O EEG é utilizado para diagnosticar a presença de qualquer tipo de distúrbio convulsivo, confusão, traumatismos cranianos, tumores cerebrais, infecções, doenças degenerativas e distúrbios metabólicos que afetem o cérebro. É também utilizado para avaliar distúrbios do sono e para investigar períodos de inconsciência.

A Biocheck Up realiza Eletroencefalograma em vigília, em sono, com foto estímulo e Mapeamento Cerebral.

Eletroneuromiografia (ENMG) é um exame diagnóstico da função dos nervos e músculos. Ela se divide em duas partes: o estudo da condução nervosa e a eletromiografia de agulha (EMG). Apesar do exame ser composto por choques elétricos e introdução de agulhas nos músculos, a maioria dos pacientes tolera o procedimento muito bem.

A Biocheck Up realiza ENMG da face, membros inferiores e membros superiores.

A Escleroterapia é o tratamento de varizes realizado mediante a injeção de um medicamento no interior da veia doente.

É um tratamento clássico para pequenas varizes passíveis de serem puncionadas com uma agulha muito fina. Realizado pelo médico Angiologista.

O exame de Holter é um eletrocardiograma comum, mas que dura 24 horas.É usado para saber se durante estas 24 horas aparece alguma arritmia (palpitação), bloqueio (diminuição na passagem de eletricidade do coração) ou algo que sugira falta de oxigênio, como a angina.

Impedanciometria

Infiltração

Laboratório

A Laringoscopia é um procedimento realizado para diagnosticar doenças da laringe. O procedimento é realizado através da boca, com o paciente sentado, permitindo o diagnóstico das doenças da cavidade oral, orofaringe, hipofaringe e da laringe, em especial das pregas vocais. Desta forma vê-se detalhadamente as estruturas da laringe, em busca de lesões orgânicas ou funcionais.

Este exame é realizado pelo médico Otorrinolaringologista.

Litotripsia

Mamografia é o exame das mamas realizado com baixa dose de raios x. É utilizado de forma preventiva para o Câncer de mama e também como método diagnóstico, quando já há a suspeita da existência de uma anomalia. O exame de mamografia é obtido através de um aparelho chamado mamógrafo.

Os benefícios da mamografia quanto a uma descoberta precoce e tratamento do câncer mamário são muito significativos, sendo muito maiores do que o risco mínimo da radiação e o desconforto que algumas mulheres sentem quando a mama é comprimida durante o exame.

Monitorização ambulatorial da pressão arterial, chamada de MAPA , é um método de medição automática da pressão arterial, realizada através de um dispositivo colocado na cintura do paciente que infla uma bolsa de borracha, chamada de manguito, instalada em seu braço.

Traz informações valiosas e fidedignas para o médico solicitante entender melhor as variações dos seus níveis de Pressão Arterial e assim determinar um tratamento mais ajustado e específico para as necessidades do paciente.

Microscopia especular

O exame de espirometria apresenta algumas características que o diferem de outros exames diagnósticos. O seu resultado depende e varia amplamente com a técnica de execução, equipamento empregado e principalmente com a colaboração e compreensão do paciente.

O exame bem realizado é aquele executado com técnica adequada, aparelho preciso e acurado, e através de manobras reprodutíveis e aceitáveis por parte do paciente.

Paquimetria

Com a paciente deitada na mesa ginecológica, introduz-se na vagina o espéculo vaginal (“bico de pato”) para que o colo uterino seja visualizado. Retira-se, se necessário, o excesso de muco com uma espátula (espátula de Ayre) e faz-se uma delicada raspagem da vagina e da parte de fora do colo, colocando o material em uma lâmina de microscópio. A seguir, faz-se a coleta do material de dentro do colo, utilizando-se uma pequena escova (Cito-Brush). Nesse momento pode-se sentir uma discreta dor tipo cólica. Não é infreqüente o aparecimento de um pequeno sangramento após o exame, sem maiores conseqüências, e que desaparece espontaneamente.

 

O material é enviado em um frasco contendo álcool para o laboratório, a fim de ser analisado pelo técnico e pelo médico patologista. O resultado sai em poucos dias e fornece informações sobre a presença de câncer ou lesões pré-cancerosas, algumas infecções, uma discreta avaliação hormonal, e a presença de inflamação. É muito freqüente a presença de inflamação no resultado do exame o que, na maioria das vezes, não necessita de tratamento.

Em um exame de raios x são feitas imagens de vários planos para detectarmos, por exemplo, fraturas de ossos. É por isso que normalmente durante o exame, é solicitado que o paciente realize o procedimento em mais de uma posição.

A Retossigmoidoscopia flexível permite ao médico examinar a mucosa do reto e de uma porção do cólon (intestino grosso). Isso é realizado inserindo um tubo flexível da espessura de um dedo no ânus do paciente e avançando com ele lentamente através do reto e parte do cólon. A diferença entre este exame e a Retossigmoidoscopia rígida é que na última o tubo é rígido – e o incômodo muito maior.

O teste de esforço ou teste ergométrico é o registro da atividade elétrica do coração durante o esforço físico. Além dos achados do eletrocardiograma durante o esforço, este teste permite ainda avaliar o comportamento da pressão arterial, os sintomas do paciente e a sua aptidão física.

Em relação às doenças cardiovasculares, o teste de esforço é utilizado para o diagnóstico, avaliação do tratamento ou estimativa de complicações futuras (prognóstico).

A visualização através do ultra-som é uma técnica médica usada para reproduzir imagens dos órgãos internos, tecidos, rede vascular e fluxo sanguíneo. Um transdutor transmite ondas sonoras até a área a ser examinada, que reflete essas ondas sonoras.

O sistema de ultra-som converte as ondas sonoras refletidas em imagens bidimensionais. A visualização por ultra-som é utilizada no diagnóstico e no acompanhamento de doenças e em procedimentos cirúrgicos especializados. Algumas das aplicações do ultra-som são: exames do abdômen, função renal, pélvico ginecológico, obstetrícia, urologia, mama, tiróide, musculoesquelética, cérebro-vascular, vascular periférica, transcraniana, cardiologia, exames neonatais e pediatria.

A Biocheck Up realiza quase todos os tipos de Ultra-sonografia, inclusive com Doppler.

Urofluxometria

Vectoeletronistagmografia VENG

Este exame deve ser agendado com antecedência.

Jejum: Para todas as idades, jejum mínimo necessário de 6 horas.

1. Orientações necessárias

I- Informações sobre o exame:

Avalia a rinofaringe (quando realizada pelo nariz), orofaringe (parte inferior da garganta) laringe e, em particular, as cordas vocais
Realizado sob anestesia tópica e sedação leve

II- Critérios de realização:

Exame realizado somente com pedido médico.
Idade mínima para realização do exame: 16 anos
Clientes menores de 18 anos deverão vir acompanhados de um responsável legal.

III- Preparo:

Jejum absoluto por 6 horas (INCLUSIVE LÍQUIDOS)
Vir acompanhado pois NÃO pode dirigir APÓS o exame
Trazer solicitação médica

IV- Duração do exame: cerca de 30 minutos, mais 15 minutos de repouso posterior.

V – Cuidados após o exame:

Uma hora após o término do exame o paciente pode alimentar-se normalmente. Não existem restrições quanto ao tipo de alimentação, apenas devem ser evitados alimentos muito quentes.
Como o exame foi realizado sob sedação, o paciente deve deixar o Laboratório com acompanhante.
O paciente NÃO PODE dirigir automóvel ou outros veículos, durante TODO o dia após a realização do mesmo.
Durante um período de aproximadamente 8 horas, NÃO realizar tarefas que necessitem de atenção como mexer com máquinas e objetos cortantes.
Evitar, nas próximas 24 horas, bebida que contenha álcool.
Pode ocorrer um certo desconforto na garganta, principalmente quando é realizada biópsia. Este desconforto é passageiro, e deve desaparecer após algumas horas. Se os sintomas forem muito intensos pode ser tomado medicamento sintomático como analgésico ou anti-inflamatório. Entre em contato com seu médico para que ele sugira o nome e indique a dosagem de um desses medicamentos.
Se houver aparecimento de qualquer outro sintoma, o laboratório deve ser contatado IMEDIATAMENTE, para que o médico responsável pelo procedimento possa avaliar o caso.
Entregar autorização de Procedimento Invasivo.

A colonoscopia é o exame mais indicado para o diagnóstico de doenças do intestino grosso ou cólon (divertí¬culos, pólipos). O exame consiste na introdução do colonoscópio através do ânus, possibilitando ao médico a visualização do intestino grosso. Durante o procedimento o médico administra sedativos para que o exame seja realizado de maneira indolor. Devido a sedação, pede-se a presença de um acompanhante.

A colonoscopia é o exame mais indicado para o diagnóstico de doenças do intestino grosso ou cólon (divertí¬culos, pólipos). O exame consiste na introdução do colonoscópio através do ânus, possibilitando ao médico a visualização do intestino grosso. Durante o procedimento o médico administra sedativos para que o exame seja realizado de maneira indolor. Devido a sedação, pede-se a presença de um acompanhante.